Do aniversário

Ontem não foi o dia que trouxe consigo qualquer valor, foram as pessoas que me fizeram querer com que este não acabasse. O maior presente que me deram foi o carinho, a felicidade, os sorrisos e os beijinhos. É que, afinal, quando se faz anos o dia não é "dia de aniversário" é o "dia anual dos beijinhos".
"É um dia chato para fazer anos", dizem as pessoas. Não acho. Não estou à espera de prendas, nem podia, tendo em conta a altura em que calha. Mal eles sabem que o coração da maioria está alegre nesta época, quentinho e aconchegado pela família e pelos cachecóis mais chegados ao pescoço. Estamos em tempo de resoluções e arrependimentos anuais. E é nesse calor e vontades que eu vejo a verdade nos felicitações que recebi e nas boas venturas que me desejaram.
O valor dos dias, da vida e dos momentos nunca está nos mesmos, está nas pessoas presentes e nas pessoas responsáveis, nas suas palavras, nos olhares e nos pequenos gestos. Um obrigada.

2 comentários:

Diana Machado disse...

mando-te também um beijinho e que tenhas tido um bom dia, parabéns :)

Joana Sousa disse...

Parabéns atrasados e desejo-te um próximo ano cheio de coisas boas, com muito carinho! :)

Jiji